top of page
  • Tatiana Mattos

A força dos números e das proporções na arquitetura

Tudo que existe origina de Prakriti, conceito da filosofia naturalista hindu Samkhya, corresponde à Natureza Primordial a partir da qual é emanada a manifestação da energia cósmica ou da energia vital (Prana).


Todo Prana possui uma determinada vibração, em diferentes níveis energéticos, do mais sutil ao mais grosseiro, visível ou não aos nossos olhos e capacidade de medição. E esta qualidade sutil do universo pode ser traduzida, compreendida e manipulada através dos números. Este conhecimento é utilizado nas ciências e nas artes, na arquitetura e na cosmologia, auxiliando o homem a conhecer os segredos do universo manifesto.


A arte e ciência do Vastu Vidya sobre o fluxo de energia no ambiente, é completamente envolvida pela ciência da numerologia. Em relação à forma de uma construção, às suas dimensões e aberturas, formas e proporções, regras mais complexas e sutis.

Nas diferentes culturas da Antiguidade, os números eram considerados poderosos e foram aplicados na condução de todos os aspectos da vida, assim como o conhecimento sobre o fluxo de energia vital (Prana) sobre o corpo, o ambiente e no Cosmo.


Este conhecimento foi originalmente aplicado e sistematizado pela antiga tradição cultural hindu, berço da divisão decimal na numeração indo-arábica, assim como do conceito de Zero. O conhecido filósofo e matemático Pitágoras, que viveu 632 anos antes de Cristo, que apresentou o sistema numérico moderno, segundo Banzhaf (2009), "extraiu o seu conhecimento de fontes orientais egípcias e indianas".


No campo da numerologia, as formas e as proporções correspondem ao conhecimento mais sutil sobre a energia envolvida pelos números. Uma construção quadrada (4 lados) possui as qualidades estáveis do elemento Terra, da mesma forma que uma construção circular, possui características de fluidez do elemento Água e as construções em formato de triângulo (3 lados) possui as características de energia e metabolismo do elemento Fogo.



Estudiosos do Vastu Vidya, a arte e ciência ancestral Indiana da arquitetura também apresentam o conhecimento milenar da proporção áurea, como a força da manifestação, da criação e do desenvolvimento, preservação e modulação da energia vital.


“A hélice criada pela proporção áurea é uma forma naturalmente envolvida, incorpora o caminho de menor resistência e interação equilibrada, abrangendo as correntes de energia de origem terrestre, solar e cósmica”. (FEYNMAN, 2009)



Commentaires


bottom of page